Site de Física

Site de Física
Site com fotos, vídeos, simuladores, links, indicação de livros.

sábado, 3 de junho de 2017

Trabalho Bimestral - 2º ano

Termodinâmica - Máquinas Térmicas 

 

Em grupo, até 4 pessoas, respondam as questões do roteiro (clique para baixá-lo). 


Para realizar o trabalho é necessário acessar o simulador no link
http://www.if.ufrgs.br/~dschulz/web/ciclo_otto.htm

Caso não visualize o simulador instale o complemento Flash Player

Entrega:   20/06  2º MDV
                 22/06  2º QU 
                 23/06  2º CV

 

Trabalho Bimestral - 1º ano

Leis de Kepler



Em dupla, respondam as questões do roteiro. (clique para baixá-lo)


Para realizar o trabalho é necessário acessar o simulador no link
http://astro.unl.edu/naap/pos/animations/kepler.html


Caso não visualize o simulador instale o complemento Flash Player

Entrega: 19/06  1º CV e 1º MDV
                20/06  1º QU


sexta-feira, 2 de junho de 2017

MATÉRIA PARA A PROVA - 2º ANO

  • Conceitos e cálculo sobre calor sensível e calor latente;
  • Conceito sobre calor específico de um material;
  • Trocas de calor;
  • Relação entre energia térmica e outras formas de energia;
  • Relação entre Pressão, Volume e Temperatura;
  • 1ª Lei da Termodinâmica;
  •  Processo cíclico.
1ª Lei da Termodinâmica



MATÉRIA PARA PROVA BIMESTRAL - 1º ANO

  • Conceitos sobre corpos celestes (planetas, estrelas);
  • Características e reconhecimento das constelações;
  • Coordenadas celestes (eclíptica, equador celeste, pontos cardeais, hemisférios);
  • Paralaxe;
  • Ocorrência das estações do ano, solstício e equinócio;
  • Geocentrismo e Heliocentrismo;
  • Leis de Kepler;
  • Aplicações dos conhecimentos na área de astronomia.
 Links para estudo:

 Movimento diurno dos astros e estações do ano
 A Esfera Celeste

 Estações do ano

Paralaxe


segunda-feira, 29 de maio de 2017

domingo, 28 de maio de 2017

Transformações cíclicas - Motores de 4 tempos


Você já se perguntou o que tem debaixo do capô de um automóvel? Por que um Citroën XSARA 1.8 16V aspirado de 170Hp vence uma arrancada facilmente contra um Vectra 2.2 16V de 138Hp? O que significa um carro ter "motor 1000" ou ainda 1.0? Qual a diferença entre um motor V8 de um Maverick e um motor V6 de uma BMW? São tantos números que podemos ficar confusos... 
 
O que é um motor 1.0 ou 1000? Esses números na verdade representam o volume de deslocamento dos pistões internos às câmaras de combustão. Um motor 1.0 na verdade é um motor de 1,0 L (ou 1000 cm3). Isso significa que se ele for de 4 cilindros, cada pistão (um por cilindro) se desloca um volume de 1/4 L ou 250cm3. Quanto maior a quantidade de litros, mais potência terá o motor e geralmente isso o torna menos econômico. Assim um motor 2,0 L tem um volume de deslocamento total interno duas vezes maior que um motor 1,0 L.
 


 Partes do Motor


Animação





Vídeo original: https://www.youtube.com/watch?v=sZF6BZeWvUw



Ciclo de Otto

Responsável pelo projeto do motor a 4 tempos em 1876, Nikolaus August Otto (1832-1891), engenheiro alemão, teve sua patente revogada em 1886 porque alguém já tinha tido essa idéia. Porém Otto e seus dois irmãos não se deram por satisfeitos e construíram os primeiros protótipos do seu motor, onde obtiveram grande aceitação por ter uma eficiência maior e ser mais silencioso que os modelos concorrentes. Curiosamente os primeiros modelos eram movidos a gás e somente depois de alguns anos foram aperfeiçoados aos modelos de gasolina com admissão de ar. O ciclo teórico mostrado na figura 1 passou a ser denominado ciclo de Otto. Basicamente esse ciclo é constituído de quatro processos:
  • AB - Processo de Compressão Adiabática;
  • BC - Processo de Aquecimento Isométrico de Calor;
  • CD - Processo de Expansão Adiabática;
  • DA -  Processo de Rejeição Isométrica de Calor;

Figura 1: Diagrama pV do ciclo de Otto (motor à explosão)
       O motor de combustão interna, a álcool ou a gasolina, é um exemplo típico do distanciamento entre a prática e a teoria, ou entre a tecnologia e a ciência. Dentre os elementos que compõe o motor, destacam-se necessários ao funcionamento as válvulas (que controlam a entrada e saída de ar ou produto da explosão), a vela que emite a faísca que dá início à explosão e no interior do motor o virabrequim que controla várias funções do motor como o acionamento das válvulas, a sincronia dos pistões e a transmissão de energia mecânica para a caixa de câmbio. Veja a seguir a relação de algumas partes do motor: 

Figura 2: Partes de um motor ciclo Otto
    
 A seguir está um corte lateral e a relação do processo detalhado no ciclo de Otto.

Figura 3: Relação das etapas do ciclo Otto
É importante salientar as diferenças entre o ciclo teórico e o ciclo prático: veja as diferenças entre a figura 1 e a figura 4. A figura 4 representa graficamente o que acontece em cada processo de Otto.

Figura 4: Representação gráfica real do ciclo Otto
          

Processos no interior do motor a explosão  




segunda-feira, 15 de maio de 2017

Próxima Semana: Debate sobre os modelos Geocêntrico e Heliocêntrico


Pessoal, 

Abaixo segue o material sobre os modelos para nosso debate, divididos por turma: 

Turma A: Heliocentrismo
Turma B: Geocentrismo

DEBATE: Cada turma deve apresentar seus argumentos em defesa da teoria escolhida. O grupo contrário fará um contra-argumento. Teremos direito de resposta e réplicas.

A nota será baseada nas apresentações e argumentações do grupo.

Leiam e estudem o material abaixo mas façam também pesquisas para apresentação.


  • Livro Física 1 - Capítulo 11 - Gravitação Universal - páginas 228 à 230.








Distâncias e Tamanhos no Universo


Aula 2 - Distâncias e Tamanhos no Universo - Apresentação 



Vídeo - ABC da Astronomia - Distâncias


Tamanhos no Universo


Sessão Pipoca: 
Aqui vai uma sugestão da Yasmim, 1º MDV...um desenho muito interessante!!!

Horton e o Mundo dos Quem